Menu Mobile LOJA ONLINE
Loja online Facebook Newsletter

Seja um Doador de Medula Óssea.

Em Aug 19, 2014 8:23:50 AM

As insistentes campanhas para doação de medula óssea não são por acaso. De acordo com o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea, apesar do Brasil ser o terceiro país com o maior banco de dados de potenciais doadores do mundo (ficando atrás apenas dos Estados Unidos e da Alemanha), o número de cadastrados ainda é pequeno diante da necessidade. Segundo o médico imunologista Jorge Neumann, as chances de se encontrar um doador fora da família do paciente é pequena, mas as chances crescem de acordo com o aumento do número de cadastrados junto aos hemocentros.

O que é medula óssea?

A medula óssea, encontrada no interior dos ossos, produz os componentes do sangue, incluindo as células brancas, agentes mais importantes do sistema de defesa do nosso organismo.

Quem necessita de transplante?

Pacientes com produção anormal de células sanguíneas, geralmente causada por algum tipo de câncer no sangue como, por exemplo, leucemias. Além de portadores de aplasia de medula ou pacientes cuja medula tenha sido destruída por irradiação, etc.Quem pode doar?Qualquer pessoa de 18 a 55 anos sem histórico de câncer ou HIV.

Como se tornar um doador?

Quando não há um doador aparentado, a solução para o transplante de medula é procurar um doador compatível entre os grupos étnicos semelhantes. Para reunir as informações (nome, endereço, resultados de exames e características genéticas) de pessoas que se dispõem a doar medula para o transplante, foi criado, em 2000, o Registro Brasileiro de Doadores de Medula Óssea (REDOME). Desta forma, com as informações do receptor, que não disponha de doador aparentado, busca-se no REDOME um doador cadastrado que seja compatível com ele e, se encontrado, articula-se a doação. Para se cadastrar junto ao REDOME, basta ir até o hemocentro mais próximo, preencher um cadastro e tirar um pouco de sangue. 

Como é feita a doação?

Caso seja encontrado um doador, ele deve passar por uma série de exames para comprovar o seu bom estado de saúde. Não há exigência quanto à mudança de hábitos de vida, trabalho ou alimentação. A doação é feita em centro cirúrgico, sob anestesia, e tem duração de aproximadamente duas horas. São realizadas múltiplas punções, nas quais são retiradas um volume máximo de 15% da medula do doador. Esta retirada não causa qualquer comprometimento à saúde. Depois disso a medula doada é encaminhada até o paciente que necessita e é feito o transplante.

Como os pacientes recebem a medula óssea?

Depois de um tratamento que destrói a própria medula, o paciente recebe a nova medula por meio de transfusão. Em 2 semanas, a medula transplantada já estará produzindo células novas.


Fonte: http://www.hagah.com.br