Menu Mobile LOJA ONLINE
Loja online Facebook Newsletter

Melhore seu humor em 1 minuto

Em Jan 25, 2016 8:42:26 AM

Image title

A escritora Gretchen Rubin tem uma especialidade interessante: basicamente, ela escreve sobre como podemos ser felizes. Com o livro que publicou em 2009,The Happiness Project, Rubin conseguiu atenção internacional e viu sua obra entre os grandes best-sellers do momento.

Em entrevista ao Mental Floss, a autora falou a respeito de seu tema favorito: a felicidade. O enfoque, no entanto, foi mais específico, e ela deu algumas dicas valiosas que prometem melhorar o humor de qualquer pessoa em pouquíssimo tempo – coisa de 1 minuto ou até menos do que isso. Confira:

1 – Arrume sua cama

Rubin explica que o simples ato de arrumar a cama logo depois de acordar é uma tarefa que deveria ser levada mais a sério, já que melhora nosso humor e aumenta a nossa felicidade. Uma cama arrumada muitas vezes é o toque de tranquilidade e leveza que buscamos em um ambiente específico. Depois de um dia todo fora de casa, voltar e encontrar sua cama arrumadinha é delicioso.

2 – Aposte em cheiros agradáveis

Rubin afirma que uma das coisas que mais melhoram seu humor de maneira rápida é, sem dúvidas, o uso de velas aromáticas e incensos, que ela acredita ser uma forma rápida de melhorar o humor sem gastar tempo, energia, dinheiro e sem fazer qualquer tipo de planejamento.

Image title

3 – Siga a regra do 1 minuto

Evitar a procrastinação é sempre um bom jeito de ficar feliz, e Rubin tem uma dica valiosa nesse sentido: resolva imediatamente tudo aquilo que puder ser realizado em 1 minuto ou menos. Não deixe para depois tarefas como responder a um email, marcar uma consulta, pagar uma conta pela internet ou guardar um casaco no armário.

4 – Programe o despertador – e não apenas para a hora que você acorda

Sono e humor são fatores diretamente relacionados, e algumas pessoas realmente precisam de um barulho para acordar – se funciona para você, não deixe de usar. A autora recomenda também que busquemos aplicativos que utilizem alarmes como lembretes para beber água ou meditar – para algumas pessoas, funciona.

Image title

5 – Não continue a ler um livro que você não gosta

Rubin explica que costumava ler todos os livros até o fim, mas a verdade é que isso não é preciso. Se uma pessoa não gosta de uma série de TV, ela não vai assistir até a última temporada só porque viu o episódio-piloto, certo? Com livros é a mesma coisa: desapegue. Se não gostou, pare a leitura e parta para a próxima.

6 – Quer acabar com a bagunça? Arrume uma coisa de cada vez

Viver em um ambiente caótico é sempre um péssimo negócio. Ainda assim, há quem simplesmente não consiga colocar ordem na casa. Para essas pessoas, a dica é fazer trabalho de formiguinha. Como? No caminho da sala para a cozinha, já leve algumas coisas que estejam fora do lugar, coloque a louça na pia e assim vai. A dica, segundo a escritora, é fazer algo a mais enquanto vai de um cômodo a outro.

Image title

7 – Escolha a música certa para ouvir

Você provavelmente já percebeu que músicas têm o poder de mexer com o nosso humor, certo? Se a ideia é ficar mais feliz, adivinha o que pode ser feito nesse sentido? Isso mesmo: você pode ouvir músicas mais animadas, com batidas estimulantes.

8 – Pule!

Para Rubin, dar alguns pulinhos de vez em quando é uma forma de melhorar o humor em questão de poucos segundos. Será?

Image title

9 – Beije alguém que você ama

Demonstrar amor e afeto é sempre bom – e funciona para pelo menos duas pessoas de uma vez só! Relacionamentos interpessoais são uma das chaves para uma vida feliz, e tão bom quanto ter alguém é demonstrar a esse alguém que ele é especial para você. Beijos e abraços são sempre bem-vindos.

10 – Crie novos hábitos

Existe uma relação direta entre nossos hábitos e nossa felicidade. Nesse sentido, a autora nos aconselha a criar regras rígidas, pois elas acabam facilitando nossa tomada de decisões. Como exemplo, ela cita mudanças que fez na própria dieta, deixando de comer açúcar de modo geral. Ela explica que a mudança radical acaba sendo boa, já que ela não precisa ficar decidindo se vai ou não comer sobremesa, por exemplo. Taí uma meta mais difícil, hein!

FONTE(S) MENTAL FLOSS/WHITNEY MATHESON

IMAGEN(S) PIXABAY SHUTTERSTOCK