Menu Mobile LOJA ONLINE
Loja online Facebook Newsletter

Celulares vão poder receber e enviar aromas

Em May 22, 2014 10:17:35 AM

​No próximo ano, usuários poderão enviar mensagens perfumadas.Um novo aparelho deverá revolucionar o mundo tecnológico. O oPhone, idealizado por David Edwards, professor de Engenharia Biomédica da Universidade de Harvard, deverá enviar mensagens perfumadas. O aparelho deverá ser lançado no início de 2015.

​No próximo ano, usuários poderão enviar mensagens perfumadas.Um novo aparelho deverá revolucionar o mundo tecnológico. O oPhone, idealizado por David Edwards, professor de Engenharia Biomédica da Universidade de Harvard, deverá enviar mensagens perfumadas. O aparelho deverá ser lançado no início de 2015. "Há um grande interesse por parte do Vale do Silício, porque se trata concretamente de poder mudar a comunicação global da atualidade", explicou Edwards à AFP em seu escritório no Laboratório.O aparelho possui forma cilíndrica e está acoplado a uma base. O oPhone gera sinais aromáticos através de pequenas emissões de vapor, igualmente a um telefone normal que envia informações de áudio.O usuário, para criar o odor desejado, pode combinar entre um e oito aromas, o que representa mais de 300 combinações possíveis.oPhone". Escolhemos dois domínios, o do café, para o qual trabalhamos com os fundadores da Café Coutume (uma torrefação parisiense) e, mais amplamente, e o da alimentação", prosseguiu.Na prática, quando uma pessoa enviar uma foto para alguém, poderá também adicionar aromas para "ilustrar" o momento em questão.Entre 19 e 31 de junho, o aparelho será apresentado ao publico em uma demonstração. Na ocasião também será lançada uma campanha para o financiamento do projeto. Com isso, os contribuintes poderão se beneficiar do produto em primeira mão a um preço especial de 149 euros. O aparelho deverá ser lançado no mercado pelo valor de 199 euros. "O mercado para nossa estrutura consistirá, em um primeiro momento, dos oChips, sobretudo, vendidos a US$ 20 cada quatro", indicou Edwards "É apenas o lançamento, o preço deverá cair rapidamente, sucessivamente, e à medida que a produção se estender e o design se miniaturizar", prosseguiu. "Em um segundo momento, haverá a possibilidade de tirar uma foto, da qual um software deduzirá o odor, e vai ajustar os odores de base cujo número aumentará com outros domínios temáticos", disse ainda. 

Fonte: www.passeiaki.com