Menu Mobile LOJA ONLINE
Loja online Facebook Newsletter

10 dicas para ter pele, unhas e cabelo perfeitos no inverno

Em May 26, 2014 8:48:56 AM

Descubra quais cuidados acrescentar à rotina de beleza ao longo do inverno para garantir beleza e hidratação.

​O clima seco da estação pode deixar a sua pele ainda mais ressecada do que no verão, as unhas enfraquecidas e o cabelo repleto de pontinhos brancos. Por isso, é importante tomar alguns cuidados específicos durante os dias frios. Não descuidar da hidratação, acertar a temperatura da água do banho, usar os cosméticos corretos para cada situação ajuda a amenizar os efeitos do frio. 

Hidratantes poderosos: nessa época, vale investir em hidratantes, que fazem mais do que simplesmente perfumar e dar um toque macio à pele. Estamos falando de ativos capazes de reter as moléculas de água na camada mais profunda e de outros que formam um filme sobre a superfície, evitando a evaporação. Bons exemplos: ureia a 10%, PCA-Na, manteiga de karité e óleo de amêndoas. A Madressenza tem sua linha de hidratantes especiais para essa estação, são: La Ninna, Passionate, Ágape, Garden e Serenita.

Banho morninho: para a desidratação não piorar, evite o banho extremamente quente. "Abusar da temperatura da água retira em excesso a camada de gordura, que funciona como proteção, contribuindo para o ressecamento", explica a dermatologista Suzy Rabello, do Hospital Bandeirantes, em São Paulo. Água morna no frio é impensável para você? Tome uma chuveirada rápida - no máximo, dez minutos! Evite ainda usar buchas (prefira esponjas macias), para não remover a camada protetora da pele. E adote sabonetes neutros ou líquidos que contenham vaselina. 

Aliados no prato: seguir uma dieta balanceada também é importante: "Ingerir alimentos fontes de vitaminas e minerais ajuda a neutralizar os radicais livres, tratando a pele e prevenindo o ressecamento", garante a dermatologista Carolina Marçon, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia. Inclua no prato morango, framboesa, laranja, mexerica, limão, brócolis, repolho e cenoura. Para potencializar os efeitos, ingira ainda 2 litros de água diariamente e consuma óleo de prímula, que estimula a produção de lipídeos, responsáveis por manter a cútis hidratada e protegida. 

Mãos e pés de princesa: mãos e pés costumam sofrer bastante com o ressecamento ao longo do inverno. Para potencializar a hidratação, lambuze ambos com hidratante e os encape com plástico. Deixe agir por 1 hora. Repita duas vezes por semana para garantir uma pele mais macia. 

Lábios macios: o clima seco prejudica também os lábios, que possuem uma pele fina e acabam rachados com facilidade. Para tratá-los, aplique, a cada 2 horas, protetores, ceras ou cremes labiais, que contenham na formulação ingredientes como cera de abelha ou de carnaúba, vitamina E, vaselina, manteiga de karité, aloe vera e óleo mineral. Eles são altamente hidratantes e criam uma barreira protetora. E lembre-se: passar a língua sobre os lábios não vai mantê-los a salvo. As enzimas bucais desidratam a região e contribuem para o aparecimento de rachaduras. Evite! 

Extremidades bem cuidadas: Joelhos e cotovelos possuem pele enrugada e cheia de dobras para proteger as articulações e garantir a amplitude dos movimentos. Também têm menos glândulas sebáceas, que produzem o óleo natural que lubrifica a pele. Consequência: alto ressecamento, que piora com o frio, vento, ar seco e banho quente do inverno. O ideal é fazer então um tratamento intensivo. Aplique diariamente produtos com dosagem alta de ureia (cerca de 20%). Eles esfoliam e afinam a pele, removendo aquela camada endurecida. Outros ingredientes, para hidratar e amaciar, são bem-vindos: óleo de amêndoa, ácido láctico, lactato de amônia e alantoína - procure nos rótulos. 

Unhas fortalecidas: Como são estruturas secas por natureza, a unha e a cutícula desidratam quando a temperatura cai. Resultado: descamação e até quebra. O contato com a água (quente ou fria), o manuseio de produtos de limpeza e o uso da acetona pioram o quadro. A solução é investir em hidratantes ou ceras para cutículas. Faça uma massagem na região até o produto ser absorvido. E não se esqueça das luvas na hora de lavar a louça. 

Xô, caspa! Os fios também sofrem na temporada de frio. Banhos quentes estimulam as glândulas sebáceas do couro cabeludo a produzirem oleosidade em excesso. Na presença de um fungo, o Pityrosporum ovale, esse processo leva à inflamação, à coceira e à descamação da camada mais superficial da região. Resultado: dermatite seborreica. Para evitar o problema, procure lavar os fios com água morna e retire totalmente o xampu e o condicionador. Secá-los com o secador é uma boa ideia: assim o couro cabeludo não fica úmido por muito tempo. Só não vale usar o acessório na temperatura máxima, ok? 

Rosto renovado: o inverno é a época ideal também para se submeter a procedimentos estéticos que fazem uso de ácidos, já que a incidência de sol é menor. Esse é o momento, por exemplo, de investir em um peeling químico que elimina as células mortas da pele, deixando-a brilhante e com aspecto renovado. 

Corpo lisinho: a estação é favorável também à realização da depilação a laser. Os médicos recomendam fazer as sessões quando a pele não está bronzeada. Isso porque a cada "tiro", o laser busca uma cor escura para atingir - a melanina do pelo. A luz identifica o contraste do fio escuro com a pele, queima apenas o pelo e prontinho. É a garantia de meses com o corpo lisinho sem sofrer com a ação da lâmina ou da cera.

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br