Menu Mobile LOJA ONLINE
Loja online Facebook Newsletter

7 descobertas científicas feitas por Crianças

Em Feb 9, 2016 2:13:13 PM

Crianças são muito curiosas e por isso não deveríamos ficar tão surpresos com o fato de que muitas delas já fizeram descobertas científicas incríveis de deixar muito adulto com inveja. Descubra algumas nessa lista.Image title


1 - Destruindo o antraz




Image title

Crédito:Thinkstock

Talvez você se lembre que em 2001 e 2002 vários esporos de antraz foram enviados a figuras públicas nos Estados Unidos sob forma de pó dentro de envelopes, provocando vários casos de doença.

Já em 2006, o jovem Marc Roberge descobriu uma maneira bastante simples de neutralizar o antraz em um envelope: com um ferro de passar em uma temperatura alta por 5 minutos.

Para testar, Marc usou um substituto do antraz geralmente usado por cientistas, o *bacillus subtilis*. A ideia deu tão certo que ele publicou sua pesquisa no *Journal of Medical Toxicology*, em 2006.


2 - A Supernova

Image title

Crédito: Thinkstock

Kathryn Gray tinha apenas 10 anos de idade em 2011. Seu pai, Paul Gray, havia tirado algumas foto usando um telescópio em um observatório. Comparando as fotos com fotos de anteriores do mesmo local, Kathryn reparou em uma diferença e perguntou ao pai se aquilo não era uma supernova.

Depois de analisadas as imagens, foi confirmada a descoberta e Kathryn (cujo nome do meio curiosamente é “Aurora”) se tornou a pessoa mais nova do mundo a descobrir uma Supernova.


3 - Bateria duradoura

Image title

Crédito: Thinkstock

Ethan Manuell, 14 anos, abriu sua caixa de brinquedos e tirou de dentro um inseto de plástico que não fazia nada além de vibrar. Ele então decidiu usar, ao invés das baterias normais, baterias usadas em aparelhos auditivos.

Essas baterias possuem um adesivo que deve ser retirado antes de ser colocada no próprio aparelho. Sempre existiu uma recomendação para deixar a bateria exposta ao oxigênio por 1 minuto, para que, reagindo com o zinco da própria bateria, ela durasse por mais tempo.

Ethan, no entanto, decidiu deixar a bateria exposta por mais tempo: 5 minutos. Assim, ele percebeu que com a exposição prolongada a bateria poderia durar até 80% mais.

Sua descoberta foi amplamente divulgada como a “regra dos 5 minutos” e tem ajudado milhões de pacientes a poupar dinheiro na compra de baterias.


4 - O esqueleto de 2 milhões de anos

Image title

Crédito: Thinkstock

Matthew Berger, de 9 anos, estava acompanhando seu pai em uma escavação arqueológica na África do Sul. Entediado, ele decidiu se afastar um pouco e começar sua própria escavação. E deu certo. Matthew descobriu um fóssil de um garoto cerca de 2 milhões de anos mais velho do que ele. Foi o primeiro e ainda o mais completoAustralopithecus sediba encontrado no mundo.


5 - Histerectomia

Image title

Crédito: Thinkstock

A maioria dos adolescentes passa o tempo pensando em namorados e namoradas, em curtir a vida e estudar para as provas. Mas Tony Hansberry preferiu gastar seu tempo revendo diversas técnicas de cirurgias, incluindo a histerectomia, e desenvolveu novas ideias para ajudar cirurgiões a tornar a cirurgia menos invasiva.

As ideias e técnicas de Tony, desenvolvidas em 2009, permitiam que os médicos menos experientes costurassem o paciente em apenas 30% do tempo que antes era necessário normalmente, reduzindo assim riscos de complicações e simplificando o processo.


6 - Uma nova mariposa

Image title

Crédito: Thinkstock

Katie Dobbins, que tinha apenas 6 anos em 2009, estava fazendo o que muita criança gosta de fazer: procurar insetos. Ela então encontrou uma mariposa em sua casa da espécie *Euonymus Leaf Notcher*, que é uma espécie nativa da Ásia. Pode não parece nada demais, exceto pelo fato de que Katie mora no Reino Unido, onde essa espécie nunca havia sido vista antes.

Katie ficou muito feliz com todo o barulho feito em torno de sua descoberta.


7 - Onde está o fungo

Image title

Crédito: Thinkstock

Por quase uma década, muitas pessoas no sul da Califórnia ficaram doentes e outras até morreram depois de entrar em contato com um fungo chamado Cryptococcus gattii. O problema era que os cientistas que estudavam o fungo não conseguiam descobrir onde as pessoas entravam em contato com ele.

Quem fez a descoberta foi Elan Filler, uma menina de 13 anos que estava a procura de um projeto para feira de ciências do colégio. Seu pai, um especialista em doenças contagiosas, lançou o desafio a Elan para descobrir onde estava o fungo. Elan começou suas investigações e então descobriu três árvores na região que estavam infectadas com o fungo.

Ela compartilhou suas descobertas com pesquisadores da Universidade de Duke, que acabaram sendo parte de um estudo publicado em 2014.


Fonte:http://www.brasil.discovery.uol.com.br/ciencia/7-descobertas-cientificas-feitas-por-criancas/